Zines

Exibindo 46–60 de 140 resultados

  • Entender Anarquismo

    R$2,00

    Há muitas formas diferentes, apesar de frequentemente complementares, de ver o anarquismo, mas em poucas palavras, ele pode ser definido como um esforço por uma “sociedade livre de pessoas livres”.

  • Pedagogia Libertária “versus” Pedagogia Autoritária

    R$9,00

    Por serem duas pedagogias contrastantes, José Maria Carvalho Ferreira (https://www.facebook.com/josemaria.carvalhoferreira.1/) analisa o conteúdo e as formas mais representativas da pedagogia libertária que procuraram e/ou procuram superar a natureza negativa da pedagogia autoritária capitalista.

  • Nietzsche e o anarquismo

    R$8,50

    Nietzsche e a reflexão anarquista como encontro improvável, provocador e contraditório

  • Você está sob vigilância

    R$1,00

    Libertar espaços da vigilância reforçaria nossa liberdade de agir de forma privada.

  • Cultura de Segurança e autodefesa na era digital

    R$3,00

    Há um desconhecimento generalizado de conhecimentos básicos sobre cultura de segurança, que é imprescindível a qualquer luta radical. Por isso, julgamos necessário divulgar e debater sobre cultura de segurança.

  • Rojava: Democracia e Comuna

    R$6,00

    Nesse texto, o autor Paul Z. Simons nos oferece uma análise sobre formas revolucionárias de organização. Com base nas suas experiências no território revolucionário de Rojava, entre a Síria e a Turquia em 2015, ele contrasta práticas democráticas convencionais com o que ele tem visto de Confederalismo Democrático e avalia a federação de comunas como um modelo para anarquistas em outras partes do mundo.

  • Por que Anarquistas não votam?

    R$1,00

    Este é um artigo bem simples do geógrafo e anarquista francês Élisée Reclus, que o pessoal do coletivo “existe política além do voto” criou para você distribuir feito “santinho”.

  • Anarquismo negro

    R$3,50

    Foi somente nos últimos 10 ou 15 anos que os anarquistas na América do Norte começaram a explorar à sério o que significa desenvolver um anarquismo que tanto pode combater a supremacia branca como articular uma visão positiva da diversidade cultural e de intercâmbio cultural. Camaradas estão trabalhando duro para identificar os referenciais históricos de tal tarefa, como o nosso movimento deve mudar para abraçá-lo, e como um anarquismo verdadeiramente antirracista pode parecer.

  • O que é Anarquia Verde

    R$4,50

    Este texto é uma tradução livremente adaptada do original em inglês, What is Green Anarchy? Traz uma pequena introdução às ideias centrais da anarquia verde, apresentando as principais vertentes e conceitos.

  • Libertários: educação da solidariedade e educação da revolta

    R$6,00

    A educação como prática anarquista, nas primeiras décadas do século XX, no Brasil, possui características próprias que a distinguem da educação limitada à escolarização hoje oferecida, de maneira impositiva, pelo Estado.

  • Mulheres Negras

    R$5,00

    Este texto de bell hooks teve um papel central na discussão contemporânea sobre os limites do feminismo para levar em conta as posições sociais e as experiências das mulheres negras.

  • Precisamos falar sobre a vaidade na vida acadêmica

    R$1,00

    A vaidade intelectual marca a vida acadêmica. Por trás do ego inflado, há uma máquina nefasta, marcada por brigas de núcleos, seitas, grosserias, humilhações, assédios, concursos e seleções fraudulentas. Mas em que medida nós mesmos não estamos perpetuando esse modus operandi para sobreviver no sistema?

  • Bakunin e a Instrução Integral como parte da revolução

    R$3,00

    Já a algum tempo tornou-se lugar comum dos discursos de políticos e formadores de opinião em geral a defesa da “Educação integral” como “solução” para os problemas da Educação no Brasil. Todavia, o conceito de “Educação Integral” utilizado atualmente refere-se na maioria das vezes na proposição de ampliação do tempo do estudante na escola.

  • Desafios decoloniais hoje

    R$5,00

    A descolonialidade não consiste em um novo universal que se apresenta como o verdadeiro, superando todos os previamente existentes; trata-se antes de outra opção. Apresentando-se como uma opção, o decolonial abre um novo modo de pensar que se desvincula das cronologias construídas pelas novas epistemes ou paradigmas.

  • Vivendo de Amor

    R$4,00

    Muitas mulheres negras sentem que em suas vidas existe pouco ou nenhum amor. Essa é uma de nossas verdades privadas que raramente é discutida em público. Essa realidade é tão dolorosa que as mulheres negras raramente falam abertamente sobre isso.

Exibindo 46–60 de 140 resultados