Divulgação Acadêmica Anárquica

Exibindo 76–90 de 260 resultados

  • Foucault e o anarquismo

    R$6,00

    Michel Foucault conhece certamente os intelectuais Etienne de La Boétie e Pierre Clastres, e um outro anarquista conhecido Noam Chomsky, com o qual teve uma conversação em 1971 em um colégio holandês (em Eindhoven) intermediado pelo anarquista Fons Elders.

  • ultraviolência queer

    Ultraviolência queer

    R$10,00

    Ultraviolência queer é uma coletânea organizada pelo coletivo Bash Back!, dos Estados Unidos, que reúne textos sobre a luta queer e anarquista pela autodefesa e vingança contra machistas, policiais, publicidade, capitalistas e todo o sistema que nos impõe uma identidade sagrada e rígida, mercantilizando nossas sexualidades e nossos medos.

  • Preferi roubar a ser roubado

    R$28,50

    Preferi roubar a ser roubado é uma coletânea de vários autores. Aborda o ilegalismo uma expressão minoritária e marginal no anarquismo defensora do roubo das classes dominantes como forma de vida, de luta e de reparação.

  • Escritos Afugentáveis 1 – O educador mercenário

    R$30,00

    Educação Libertária é possível? O que é “Educação” para que seja possível adjetivá-la? Uma educação pode ser denominada educação se não for libertária? Uma educação libertária requer professores libertários? Quem seriam? Prescinde de professor? Por que a Educação Libertária é aceita nos espaços institucionais se ela se pretende anti-sistema?

  • Abaixo ao trabalho

    Abaixo ao trabalho (2ª edição)

    R$40,00

    Uma seleção de textos contra o trabalho.

  • o mito do escambo david graeber

    O mito do escambo

    R$7,00

    A história do dinheiro para os economistas sempre começa no reino da fantasia do escambo. O problema é onde situar essa fantasia no tempo e no espaço: estamos falando dos homens das cavernas, dos nativos das ilhas do Pacífico, das primeiras colônias norte-americanas?

  • Queer decolonial

    Queer decolonial

    R$7,00

    Qual é a potência desse encontro e o que poderia produzir? E que movimentos uma leitura queer decolonial desenharia?

  • Início do(s) tempo(s), fim do(s) tempo(s)

    R$8,00

    Assim como a noção mais obsessiva dos dias de hoje é a da realidade material do tempo, o tempo existente por si mesmo foi a primeira mentira da vida social.

  • o ecofascismo

    O Ecofascismo (Carlos Taibo)

    R$4,00

    A transição ecossocial não é a única resposta imaginável ao colapso. É preciso prestar atenção, em vez disso, a uma outra muito diferente, que vem da mão do que alguns estudiosos chamam de ecofascismo.

  • Voto vs. Ação Direta

    R$1,00

    As pessoas se preocupam com as eleições em níveis nada saudáveis.

  • Sociedade Desescolarizada

    R$28,00

    A educação universal por meio da escolaridade não é possível. Nem seria mais exequível se se tentasse mediante instituições alternativas criadas segundo o estilo das escolas atuais.

  • Gordofobia não é uma questão de saúde

    R$1,50

    O principal problema da gordofobia começa justamente aí; o que é “ter muita gordura”? Muita gordura com relação a quê? A quem?

  • Cinema, Educação e Anarquia

    R$5,00

    Cinema, Educação E Anarquia propõe expor o desenvolvimento do Cinéma du peuple, uma cooperativa cinematográfica anarquista iniciada em Paris no ano de 1913. Para isto, faz-se necessário compreender as causas que possibilitaram a criação desta, uma vez que ela cumpria a dupla tarefa de ser uma ferramenta na instrução entre operários e crianças, assim como era uma resposta direta à produção cinematográfica até então desenvolvida. Desta forma, Cinema, Educação E Anarquia abrange os conceitos de memória e constrói uma perspectiva de História social do cinema.

  • A escola pública numa perspectiva anarquista

    R$10,00

    A escola pública é comumente vista como uma escola estatal. Mas será necessariamente assim? Essa mediação do Estado entre a sociedade e a educação será, de fato, necessária? Este artigo pretende mostrar que não, explorando as propostas anarquistas de educação para mostrar a viabilidade de uma escola pública não-estatal.

  • Corpos que pesam

    R$6,00

    Existe alguma forma de vincular a questão da materialidade do corpo com a performatividade do gênero? E como a categoria do “sexo” figura no interior de uma tal relação?

Exibindo 76–90 de 260 resultados