anarquismo e gastronomia: a utopia intensa de unir fogões, barricadas, prazer e liberdade

R$ 8,00

anarquismo e gastronomia: a utopia intensa de unir fogões, barricadas, prazer e liberdade experimentações anarquistas gastronômicas.

O ensaio explicita como, desde o século XIX, a partir de publicações como A conquista do pão de Piotr Kropotkin, a gastronomia foi uma preocupação vital para os anarquistas. Todavia, Nelson Mendez vai adiante e mostra como a maneira singular dos libertários lidarem com a comida se ampliou ao longo do século XX, desde as armações naturistas irrompidas nas primeiras décadas, passando pelas coletivizações de fábricas na Espanha, em 1936, e por desdobramentos liberadores de 1968 em todo o planeta. Por fim, o autor cita exemplos de experimentações anarquistas gastronômicas no presente, atualizando essa perspectiva que associa ao combate pela anarquia o prazer de comer livremente.

anarquismo e gastronomia: a utopia intensa de unir fogões, barricadas, prazer e liberdade
Nelson Mendez
23 páginas

DOI: https://doi.org/10.23925/verve.v0i32.36938

Você também pode gostar de…