Jardim das peculiaridades

R$12,00

O Jardim das Peculiaridades é um texto híbrido; espaço discursivo onde confluem diversos gêneros literários e tradições epistemológicas. A transgressão da homogeneidade do gênero e a busca de explicações e soluções que transcendam os padrões do pensamento ocidental são partes da estratégia que Sepúlveda ocupa para repensar de uma maneira holística o problema da identidade e a relação do animal humano com o resto da natureza e com a própria vida.

Jardim das peculiaridades
Jesús Sepúlveda
64 páginas

O Jardim das Peculiaridades é um texto híbrido; espaço discursivo onde confluem diversos gêneros literários e tradições epistemológicas. A transgressão da homogeneidade do gênero e a busca de explicações e soluções que transcendam os padrões do pensamento ocidental são partes da estratégia que Sepúlveda ocupa para repensar de uma maneira holística o problema da identidade e a relação do animal humano com o resto da natureza e com a própria vida.

Do ponto de vista da linguagem, misturam-se no Jardim das Peculiaridades diversos gêneros literários: a poesia, o manifesto, a historiografia, o ensaio e a filosofia. Do ponto de vista epistemológico, Sepúlveda utiliza a tradição ocidental que parte com o Velho Testamento; revisa os filósofos gregos e conclui no século XX com a fenomenologia, o neomarxismo e o pós-estruturalismo.

Sepúlveda, no entanto, não se detém na tradição europeia para realizar sua desconstrução. Instala-se nas margens para posicionar suas “categorias” espaciais, temporárias e gnoseológicas. Inclui, portanto, o pensamento contracultural de escritores primitivistas contemporâneos, como John Zerzan ou Chellis Glenndinning, e o pensamento não ocidental da tradição oral indígena.

A hibridez do Jardim das Peculiaridades é uma tática que tenta transcender a dualidade do pensamento hegemônico da tradição judaico-cristã, que é levada às últimas consequências e cancelada pela pós-modernidade.

Peso 60 g
Dimensões 1 × 14 × 21 cm