Publicado em 3 comentários

2020: coloque a editora do seu movimento/coletivo para navegar

Desde 2012, a Editora Monstro dos Mares vem passando por profundas modificações. Quem acompanha nosso bonde pode perceber que algumas técnicas e o volume de impressão mudaram bastante, mas que a natureza de nossa atividade segue exatamente a mesma: publicar os modos de pensar e as práticas que formam os movimentos de luta social de nosso tempo. Entendemos que existe uma diversidade de ideias que constituem aquilo que pode se definir como “luta social”. Não temos interesse em definições rígidas, pois compreendemos que vivemos em um mundo em constante mudança, no qual pessoas transformam e se transformam de forma ininterrupta. É simples imaginar que práticas de luta e resistência, bem como teorias e epistemologias que questionam o poder, o Estado e o estado de coisas, também estão em movimento. Um livro aberto nunca será estático.

Somos monas, minas e manos agindo para destruir hierarquias, a centralização do poder e a coerção em todas as suas expressões. Nosso posicionamento político-editorial está amarrado às necessidades de quem sofre cotidianamente com as formas de exclusão e precarização da vida. Nos alinhamos aos desejos e estudos de quem se identifica com o questionamento do que está posto e busca, através da autonomia e da solidariedade, a construção de significados para compreender o nosso tempo e lutar contra todas as formas de opressão, por mais subjetivas que pareçam à primeira vista. Essa proposta não impede que as pessoas que integram nosso bonde editorial mantenham seus posicionamentos individuais, sejam filiadas a organizações, etc. Cada pessoa faz sua correria, movimentação de base, atuação em grupos, coletivos e movimentos, ou mesmo seja alguém que utiliza o espaço de produção acadêmica e de pesquisa para contribuir com questionamentos e ideias para compor nosso catálogo de publicações e materiais que escolhemos distribuir.

Editoras são necessárias. Por isso, no ano de 2020 a Monstro dos Mares, além de seguir com seu projeto de divulgação acadêmica anárquica, vai mobilizar seus esforços para ampliar a quantidade de novas editoras. Para cumprir esse objetivo, compartilharemos conhecimentos e aprendizados de métodos de produção e tudo aquilo que estamos aprendendo nesses oito anos de atividade, em que nos envolvemos ainda mais em fazer e distribuir livros e zines. Quando enviamos materiais para singularidades, grupos de estudos, pesquisadoras, bibliotecas, coletivos e movimentos, colocamos em prática aquilo que nos constitui como pessoas que lutam por emancipação, liberdade, apoio mútuo, cooperação e solidariedade em todas as expressões da vida. Distribuir livros é multiplicar ações e compartilhar reflexões.

Convidamos todas as pessoas a somar em nosso propósito de transferir conhecimentos para que mais editoras possam existir, para que mais ideias possam ganhar as páginas das ruas e que mais pessoas possam aprender, instruir e compartilhar saberes e práticas anárquicas e anarquistas. Desde nossa primeira impressão nos alinhamos ao compromisso de fazer com que as palavras, a tinta no papel e a divulgação de ideias de nossas lutas possam ocupar espaço na articulação daquilo que constitui o que chamamos de luta social. Tocar uma editora é dar espaço às possibilidades.

Por um 2020 combativo: publique suas ideias!


abobrinha, baderna, enguia, R., ste, sullivan, tonho, zé.

Publicado em 1 comentário

Numerologia do ano de 2019 🧮

Acabou! Foi um ano louco, não é mesmo? Mas sobrevivemos e seguimos em frente. Em 2019 tivemos uma produção intensa, enviamos livros e zines para todos os estados do país e isso nos enche de felicidade! Neste novo ano, seguimos realizando o registro e documentação da quantidade de impressões que fazemos e adicionando informações que são relevantes para compreendermos nossos processos, evolução e história. Pode ser que todos esses números não sejam assim tão importantes pra você, mas acreditamos que eles são fundamentais para as pessoas que apoiam nossa atividade e acompanham nosso projeto editorial.

Os números de um ano inteiro nos dão a certeza de afirmar que a cada quatro livros e zines impressos, um será distribuído gratuitamente para uma amizade, um coletivo, biblioteca comunitária, espaço cultural ou para pessoas que estão em nossa banquinha em eventos, interessadas em saber mais sobre os títulos que publicamos e as ideias que fazemos circular. Ter a certeza de que um quarto (1/4), mais ou menos, de toda a nossa produção vai parar nas mãos de pessoas que estão interessadas em descobrir ou aprofundar saberes e práticas anárquicas, anarquistas e de epistemologias dissidentes nos faz seguir firme nos propósitos da editora em continuar existindo, colocando cada vez mais tinta no papel.

Em 2019 também esticamos os braços para aprender sobre como podemos fazer um pouco mais e fazer diferente em nossos livros e zines. Também fizemos testes e aprendizados em torno de nossa autonomia. Em Janeiro começamos alguns estudos sobre energia solar e no mês de outubro nos sentimos seguros em adotá-la integralmente em nossa produção. Hoje, todos os nossos livros e zines, computador e impressoras utilizam a energia que vem do sol para carregar a bateria e fornecer a energia necessária para a operação dos equipamentos. Também decidimos experimentar e adaptar métodos de encadernação e encontramos um modo de fazer livros mais grossos que é capaz de entrar em nossas rotinas e meios de produção.

Nós estivemos em menos eventos do que gostaríamos, mas caixas e caixas com nossos livros estiveram em diversos lugares e queremos que isso permaneça, que você possa encontrar nossos materiais sendo distribuídos em diversos recantos do Brasil. Isso fortalece nossa atividade editorial e permite que pessoas e coletivos possam obter recursos para fortalecer seus espaços de atuação e agitação. Contamos com o interesse das amizades para fazer com que mais caixas se movimentem de mão em mão, de busão, transportadora, correios. Que os meios de transporte não sejam impedimento para difusão de ideias.

Os números de 2019 também servem como um convite para que quem acredita em nossa atividade editorial possa confiar um valor mensal em nossa rede apoio. Utilizamos esses recursos para manter nosso espaço de produção, dar manutenção nos equipamentos, conquistar recursos para trazer caixas de papel e tinta que são utilizadas na distribuição gratuita, bem como nos eventuais custos de correios para envios. A partir da contribuição de R$ 5 mensais, a Rede de Apoio fortalece nossa atividade e faz com que possamos seguir existindo até o dia em que não será mais necessário vender os livros, que teremos dispositivos de solidariedade suficientes para manter as atividades, a subsitência das pessoas que colaboram no projeto e a produção de mais e novos materiais.

Números de 2019

  • Impressões de 2019: 215.793
  • Livros impressos: 2.452
  • Livros distribuição gratuita: 665
  • Zines impressos: 5.661
  • Zines distribuição gratuita: 1.399
  • Kw gerados e consumidos com energia solar: 16.6Kw

Informações e curiosidades sobre nossos números mensais no hotsite Numerologia:
https://monstrodosmares.com.br/numerologia

A Editora Monstro dos Mares precisa da sua ajuda para continuar, contribua com a Rede de Apoio no Catarse e receba materiais impressos em sua casa.

Publicado em 1 comentário

Passamos de 300.000 impressões! Numerologia de Outubro de 2019 🎐

Uau! 300.000 impressões é papel pra chuchu!

Nós da Editora Monstro dos Mares estamos felizes em anunciar que neste mês de Outubro chegamos ao número de 309.506 impressões desde o início dessa contagem em Agosto de 2017 quando chegou nossa primeira impressora com tanque de tinta pigmentada.

O mês de Outubro foi intenso pois fizemos as impressões para o “1º Encontro Pós-colonial e Decolonial” em Florianópolis, “IV Seminário Internacional Desfazendo Gênero” em Recife e na “X Feira Anarquista de São Paulo”. Também estivemos em diversos Meet-ups de tecnologia e outros espaços. Agradecemos monas, minas e manos que muito gentilmente abrem as portas de seus eventos para receber os materiais e as ideias da Monstro dos Mares.

Neste mês adicionamos um novo indicador “Kw gerados e consumidos com energia solar”, uma vez que estamos produzindo nossos livros utilizando essa fonte alternativa de energia (em breve escreveremos exclusivamente sobre esse tema). Também movemos o hotsite “Numerologia” do servidor Tor e trouxemos para um novo endereço, uma vez que algumas pessoas estavam com dificuldades para acessar o histórico de nossos números mensais. Conheça o hotsite em https://monstrodosmares.com.br/numerologia .

Números do mês de Outubro de 2019

  • Impressões totais desde Agosto de 2017: 309.506
  • Impressões de Outubro de 2019: 35.687
  • Livros impressos: 357
  • Livros doados: 63
  • Zines impressos: 799
  • Zines doados: 63
  • Kw gerados e consumidos com energia solar: 4.8Kw

Informações e curiosidades sobre nossos números mensais no hotsite Numerologia:
https://monstrodosmares.com.br/numerologia

Publicado em 5 comentários

Desativamos PAC e SEDEX? Obrigado Carteiro! 💌

Obrigado Carteiro!

A precarização dos Correios é um projeto neoliberal para entregar a empresa ao grande mercado de capitais. Enquanto o AliExpress e o Mercado Livre esfregam as mãos aguardando o dia que receberão o serviço de encomendas à preço de banana pelas mãos de salnoraBo e Papo Guedes, trabalhadoras e trabalhadores dos Correios vivem incertezas sobre garantias trabalhistas, sequestro de fundos de pensão, profissionais doentes, instabilidade dos serviços e crescente terceirização de atividades.

Com tudo isso, nós que utilizamos os serviços acompanhamos os aumentos de preços crescentes nos serviços de correspondência e encomendas. Nem todas as pessoas sabem, mas a Universalização dos Serviços de Correspondência é um direito. Mas para que ele serve?

Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão.

Artigo 19º – Declaração Universal dos Direitos Humanos

Comunicar-se é um direito humano, enviar suas opiniões e expressões, receber sem considerações de fronteiras, sacou? Por isso que enviar e receber correspondências é uma garantia. Mas se você tiver que pagar uma fortuna para isso, será que é realmente um direito?

Os Correios possuem tarifas econômicas para envio de Cartas e materiais Impressos. Desde 2015 essas modalidades vem sofrendo profundas modificações. O envio de impressos por exemplo (livros, revistas, material de divulgação, etc..) tiveram seus limites modificados de 21kg. para 2kg. E o preço das tarifas vem se multiplicando a cada ano. Mas ainda assim, podemos enviar cartas e impressos com uma política especial, diferente das encomendas (por enquanto).

A Editora Monstro dos Mares decidiu DESCONTINUAR os envios através de PAC e SEDEX. Entendemos que também é nosso papel lutar e defender a Universalização dos Serviços de Correspondência e combater a precarização das atividades de profissionais Carteiros. São Monas, Minas e Manos que fazem a maior correria todos os dias para que livros, zines e cultura cheguem nas mãos de mais e mais pessoas. Somando em solidariedade com a categoria e seus familiares pela garantia dos direitos desses profissionais, independentemente de posições anteriores de sindicatos e ou indivíduos.

PRIVATIZAÇÃO NÃO!

Veja como ficaram os preços de frete econômico em nossa lojinha (Novembro de 2019):

  • Até 500 g. -> R$10
  • até 1000 g. -> R$15
  • até 1500 g. -> R$20
  • até 2000 g. -> R$26
  • até 2500 g. -> R$32
  • até 3000 g. -> R$38
  • até 3500 g. -> R$45
  • até 4000 g. -> R$50
  • acima de 4001 g. -> GRÁTIS;

Todos os envios possuem registro módico, ou seja, uma forma de registro econômico que permite que o envio seja rastreado parcialmente no envio, movimentação de entrega e na eventualidade de um erro de entrega ou retorno.

Informações adicionais

Publicado em Deixe um comentário

Números do mês de Setembro 📿

Todos os meses fazemos um exercício transcendental para jogar tinta no papel e multiplicar as possibilidades de encontros entre teorias, relatos de práticas e pesquisas com leitoras e leitores dos mais variados recantos do Brasil. Neste Setembro a primavera chegou trazendo consigo muitos livros e zines que serão distribuídos gratuitamente, viajarão para outros estados colar em feiras e eventos, fortalecer bibliotecas e espaços sociais. Sigamos!

  • Impressões totais desde Agosto de 2017: 273.819
  • Impressões de Setembro de 2019: 26.217
  • Livros impressos: 390
  • Livros doados: 36
  • Zines impressos: 760
  • Zines doados: 147

Informações e curiosidades sobre nossos números mensais no hotsite Numerologia:
https://monstrodosmares.com.br/numerologia

Publicado em Deixe um comentário

🧿 Numerologia e apoios mês de Agosto de 2019

Olá Compas! Neste mês de Agosto de 2019 (passou rapidinho né?) realizamos a migração de plataforma de nosso website, saímos de uma ferramenta proprietária e estamos com o WordPress, uma ferramenta Open Source e adicionamos o complemento Woocommerce para realizar vendas online. Não foi um processo fácil, pois particularmente penso que o ambiente de vendas e conteúdo no mesmo não é uma boa ideia. Vou me permitir estar errado.

Mas outras plataformas ou são mais pesadas como Magento2 ou não possuem todos os complementos necessários e integrações com meios de pagamento como OpenCart e Prestashop. Instalei todas as alternativas que encontrei e a melhor opção foi essa. Já que o novo site seria em WP, fiz a importação do conteúdo do blog no Milharal e confesso que ainda não estou seguro com essa decisão.

Mas estamos aí! Site novo, vida nova!

Estivemos na Escola Frei Doroteu e no curso de Letras Inglês da UEPG conversando sobre a produção de fanzines, mercado editorial brasileiro, resistência anticapitalista, faça-você-mesma e alternativas de autopublicação. Foram experiências bem bacanas e pudemos distribuir bastante material para estudantes do ensino médio e da licenciatura.

Números do mês de Agosto de 2019:

  • Total de impressões: 11.918
  • Livros impressos: 156
  • Livros doados: 32
  • Zines impressos: 363
  • Zines doados: 186

Agradecimento rede de apoio, mês de Agosto de 2019:

  • Lucas Soares
  • Luiz Alberto Barreto Leite
  • Daniela de Souza Pritsch
  • Viviane Kelly Silva
  • Camilo Skrok
  • Willian Aust
  • Cid Vale Ferreira
  • Andrei Cerentini
  • Paulo Oliveira
  • Gabriela Catunda Peres
  • Guapo Magon
  • Contribuições anônimas

Informações e curiosidades sobre nossos números mensais no hotsite Numerologia:
https://monstrodosmares.com.br/numerologia

A Editora Monstro dos Mares precisa da sua ajuda para continuar, contribua com a Rede de Apoio no Catarse e receba materiais impressos em sua casa.

Publicado em Deixe um comentário

[livro] O mal-estar do dominante: agradecimento aos apoios

Pessoas da Terra, amizades e compas.
Entre os meses de Abril e Julho de 2019 nos movimentamos para buscar recursos capazes de construir boa distribuição gratuita do exemplar impresso do livro “O mal-estar do dominante”. Um título que consideramos de muita relevância ao catálogo da Monstro dos Mares por abarcar em sua proposta aspectos que fazemos questão de elencar ainda que brevemente.

Método: a autora busca em sua metodologia ouvir (e estudar) a voz de personagens que por muitas vezes nos escapam aos sentidos, ficando sua interpretação restrita à generalização apressada e ao senso comum. O homem branco, cis, hétero é o objeto desse estudo que busca compreender as origens de sua falta de empatia.

Forma: É raro, não, raríssimo entrarmos em contato com um “ensaio enquanto tese”. Não é comum, nem sempre é aceito, muitas vezes se perdem na origem. A universidade tem seus ritos e nem sempre é possível romper com as formas do estabelecido. A autora nos apresenta o ensaio em primeira pessoa que deu origem à sua tese, que mesmo não sendo aceito entre os muros do conhecimento dominante, foi recebido nesta editora de braços abertos e fazemos muito gosto de sua ampla divulgação.

Em momentos tão difíceis de nossa sociedade, onde o preconceito, o patriarcado, a falta de amor e empatia causam estragos praticamente irreversíveis nas relações entre as pessoas, esse livro traz unidade, senso de cooperação e amor por tudo que acreditamos e por tudo que fazemos para combater as pequenas e as grandes opressões cotidianas.

Esse livro só foi possível graças à colaboração e solidariedade de pessoas que voluntariamente contribuíram no Catarse com recursos financeiros, transformando o projeto em realidade. Agradecemos imensamente as colaborações de:

  • Adail Sobral
  • Barbara Iansa de Lima Barroso
  • Bêh Arsênio
  • Camilo Skrok
  • Carolina Fernandes
  • Clara Silveira
  • Claudia Mayer
  • Cristina Zanella
  • Emily Vasconcellos
  • Fabiane Lettnin
  • Janaina WH
  • Leonardo Morales Ferreira
  • Lucas Alves
  • Luci Mari Leite Jorge
  • Patrícia dos Santos Quintana
  • Rafael Kimura
  • Régis Garcia
  • Rochele Souza Barbosa
  • Tiago Jaime Machado
  • Trober
  • Apoiadores e apoiadoras que optaram pelo anonimato

Publicado em Deixe um comentário

Numerologia do mês de Julho de 2019 🔮

Neste mês de Julho a Monstro dos Mares produziu livros e zines como se não houvesse amanhã. Estivemos no dia 6 na CripTainha, a CriptoFesta de Florianópolis e entre os dias 29 e 31 no III Congresso Internacional de Estudos de Linguagem (CIEL) na UEPG em Ponta Grossa.

Estamos felizes e orgulhosos de imprimir, cortar, grampear, empacotar e carregar o material pra lá e pra cá. No ano de 2019 decidimos viajar mais, circular mais com os livros e se você quiser recomendar eventos, estamos disponíveis para congressos, encontros, colóquios, seminários, shows e feiras.

Confira as impressões do mês de Julho de 2019:

  • Impressões totais desde Agosto de 2017: 235.684
  • Impressões de Julho de 2019: 27.677
  • Livros impressos: 327
  • Livros doados: 21
  • Zines impressos: 832
  • Zines doados: 247

Informações e curiosidades sobre nossos números mensais no hotsite Numerologia:
https://monstrodosmares.com.br/numerologia

Para colaborar com a chegada de nossa nova impressora incendiária:
http://www.catarse.me/impressoraincendiaria

Publicado em Deixe um comentário

Por uma impressora incendiária

Olá, amizades!

Estamos na batalha para conquistar uma nova impressora, mais perigosa que a capa da revista Veja! Precisamos da sua ajuda, alegria e colaboração para atravessar os novos tempos. Queremos continuar fazendo muitos livros e zines. De Agosto de 2017 até o mês de Junho de 2019, fizemos mais de 200.000 impressões. Queremos fazer muito mais.

O próximo passo da Monstro dos Mares é intensificar o envio de materiais gratuitos para bibliotecas comunitárias, coletivos, movimentos sociais, grupos e círculos de estudos e singularidades identificadas ou interessadas em pesquisar os princípios e práticas anarquistas, anárquicas e de epistemologias dissidentes. Nossa editora está disposta a divulgar trabalhos impressos que podem contribuir à formação de pessoas interessadas em um modo de compreensão de mundo autônomo, libertário, não-binário e anárquico.

Para isso, pedimos sua colaboração na divulgação de nossa campanha “por uma impressora incendiária” no Catarse (http://catarse.me/impressoraincendiaria). Com o novo equipamento e o apoio de monas, minas e manos, vamos enviar muitos materiais com destino aos diversos recantos do país para fortalecer nossas culturas e resistências.

A campanha é na modalidade tudo ou nada (se não atingir o objetivo, o Catarse devolve a grana) e vai até o início do mês de Setembro. Agradecemos o seu carinho! =)

Livros e Anarquia!
Editora Monstro dos Mares
www.monstrodosmares.com.br

Publicado em Deixe um comentário

Vídeo da campanha “O mal-estar do dominante”

Confira o vídeo da campanha de financiamento coletivo do livro da Cássia Rodrigues Gonçalves, “O mal-estar do dominante“.

“Quando eu escrevi esse livro eu falei um pouco do mal-estar do dominante justamente para olhar o que o dominante pensa, sente e vive na pele, no corpo que ele habita quando ele fica resistindo em trazendo um olhar de desconforto e resistência pra emancipação das minorias. E aí tem um mal-estar evidente pelo momento político no Brasil, pelo que tem acontecido socialmente, pela ascensão do conservadorismo. […] Tem um estar que precisa ser olhado com uma visão interseccional de que esse dominante não tem um mal-estar universal, mas sim a partir da própria perspectiva e lugar de fala. […] Neste momento específico da história e social, o dominante está se sentindo ameaçado em seu lugar de fala e em seu poder de dominante.”

Cassia

Confira a campanha no Catarse e se puder compartilhe com suas amizades. https://www.catarse.me/omalestardodominante