Projeto Editora Solar

Movie

Inversor de senoidal de onda pura 3.000W

O inversor é o equipamento necessário para transformar a corrente contínua (DC) da bateria de 12v em corrente alternada (AC) de 127v ou 230v. Esses equipamentos se popularizaram ao serem utilizados em veículos como barcos, motorhomes, truckfood ou carrocinha de cachorro quente e também amplamente utilizado em som automotivo. Nosso primeiro inversor foi um automotivo de onda modificada desses bem baratinhos do Mercado Livre. No rótulo diz 1.000W, mas mesmo antes de comprar eu já sabia que suportaria no máximo uns 450w. Mas tudo bem, nosso consumo é muito baixo e raramente a ventoinha de refrigeração do inversor chega a ligar. Porém agora estamos com uma produção de 600W pico nos painéis e consumo de 400W no máximo, se estiver tudo ligado. Com isso o limite do inversor estava se aproximando e decidimos fazer um upgrade para um inversor senoidal de onda pura de 3.000W pico, ou seja, a potência nominal (potência de trabalho) de 1.5000w. Imagino que será bem difícil a gente conseguir ligar tantas coisas assim nesse inversor pelos próximos anos. Mas tenho certeza que esse será suficiente. Quando formos para uma casa totalmente off-grid, então sim será necessário outro inversor ou mesmo um controlador híbrido. Mas isso é assunto para daqui uns 5 ou 6 anos. Na foto, comparação entre os inversores.

22 de Novembro de 2020
Movie

Sobre o controlador azulzinho

Quando estamos começando nessa aventura de energia solar uma das primeiras perguntas que surgem é sobre a diferença de preços entre os equipamentos que supostamente fazem a mesma coisa. Na imagem podemos ver o famoso controlador de carga PWM azulzinho de 80 reais e um controlador Fangpusun Mppt que custa quase 12x mais. Descobrir a diferença entre PWM e MPPT custou o preço de uma bateria nova em nosso sistema. Pois o controladorzinho azul tem uma série de limitações que comprometeram o desempenho efetivo do sistema. É óbvio que houve uma série de erros de minha parte e pretendo elencar todos aqui, mesmo. E vou começar pela escolha do controlador de carga. Sei que muita gente utiliza e ele me parece realmente ótimo para um banco de baterias pequeno, com baterias automotivas e utilizando em algum projeto off-grid do tipo “pescaria”, onde você vai utilizar temporariamente ou quando se tem urgência em botar tudo para funcionar. No meu caso foi assim por ansiedade e pensando em fazer economia. Eu já sabia que o controlador MPPT é superior, também sabia que era necessário fazer as conexões utilizando terminais tubulares e outros erros básicos que cometi e pretendo compartilhar com as amizades logo mais.

Então o primeiro upgrade de nosso sistema foi substituir o azulzinho pelo Fang. Tecnicamente: Controlador de Carga Fangpusun 50D/100v (50 amperes, 100 volts, controle para banco de baterias em 12v e 24v).

21 de Novembro de 2020
Movie

Autonomia da rede da concessionária de energia

Hoje completamos uma semana fora da rede da concessionária de energia elétrica para dois computadores, dois monitores led, uma impressora jato de tinta bem grande, uma lâmpada led de 9w, amplificador de som, carregadores de baterias, celulares e o que couber nas USB's. Eventualmente também entram um notebook da criança, máquina de costura e ventiladores. A vontade de ligar a casa inteira é muito grande, porém estamos cientes que é bem difícil fazer isso com os recursos que temos. Esse hotsite surgiu para acompanhar nossas experiências com a energia solar e a partir de agora poderemos também compartilhar os aprendizados. No apartamento eram gerados/consumidos cerca de 0.2Kw mês, porque estávamos apenas com a impressora ligada ao sistema. Hoje, dia 16 de Novembro 8h54min, acumulamos 8Kw de geração nessa primeira semana. Agora somos 100% energia solar!

16 de Novembro de 2020
Movie

Um grande upgrade no sistema!

Mudamos para uma casa e estamos muito felizes! Agora fizemos um grande upgrade no sistema e nas próximas semanas vamos compartilhar as modificações e aprendizados.

9 de Novembro de 2020
Movie

Atlas Solar do RS

O Atlas Solar do RS foi desenvolvido por acadêmicxs da UERGS e é consideravelmente mais simples que projeto criado para o estado do Paraná. Mas apresenta os dados necessários para a consulta de qualquer curiosidade.

Atlas Solar do RS

1º de Setembro de 2020
Movie

Produção caiu bastante no inverno

Nossa placa fotovoltaica fica posicionada na parte interna de uma janela, virada para o sul, numa inclinação de 70º. Apesar da empolgação com a própria microgeração solar, no inverno caiu drasticamente. Não é necessário um estudo apurado para constatar que as condições e o posicionamento da placa influenciam diretamente nessa questão. A produção, ainda que pequena, seguiu mantendo energia na bateria para carregar celulares, baterias de dispositivos diários, mas sem condições de tocar o inversor por horas. Com isso, o sistema de energia solar terá sua produção retomada no final de Setembro. Em breve, vamos mudar para uma casa e instalar o sistema na posição correta é uma das prioridades.

2 de Julho de 2020

2020

Movie

16.6Kw em 2019

Chegamos ao final do ano extremamente felizes com os resultados de nossa geração e consumo de energia solar fotovoltáica. Começamos em 2018 com duas placas de 10W ligadas em uma bateria de 7ah. Agora, no apagar das luzes de 2019 chegamos em Dezembro com um painel de 150W, uma bateria de caminhão com 150ah e um inversor veicular de 1000W. Também descobrimos o Sonoff Pow R2, uma caixinha muito bacana que armazena os dados de nosso consumo. Por enquanto é isso, estamos no verão e provavelmente teremos os dias de pico de nossa geração nos primeiros dias de Janeiro. Divirta-se e se possível considere energia solar em 2020.

19 de Dezembro
Movie

Feira do Livro Anarquista de São Paulo

Estivemos na X Feira Anarquista de São Paulo e todos os livros e zines que levamos para o evento foram impressos utilizando energia solar. Foi muito bacana o contato ponto a ponto com as pessoas e tivemos um retorno muito gratificante de ver a surpresa estampada no rosto de monas, minas e manos ao saberem de nossa iniciativa em rodar todas as impressões em nosso nano sistema solar.

Site da Feira Anarquista de SP

20 de Novembro
Movie

Deu certo =]

Em nosso primeiro mês de atividades fizemos a geração e consumo de 4.8Kw – sabemos que há muito ainda por fazer e que nossas condições não são favoráveis para uma geração considerada excelente, uma vez que a placa solar está voltada para o Sul, numa área de sombra e com inclinação de 72 graus. Mas é o suficiente para carregar a bateria durante algumas horas até o horário de iniciar as impressões e rodar as duas impressoras até próximo às 20h.

1 de Novembro
Movie

Foi dada a largada!

Agora que temos bateria, sol quase de verão e muita ansiedade, vamos colocar a produção de energia solar para fazer nossos livros. Ainda em regime de testes mas intensificando a utilização.

05 de Outubro
Movie

Upgrade no sistema: Bateria de 150ah



Eu já sabia que era pesado e que exigiria mucky para subir as escadas do prédio com a bateria nos ombros, mas rapaz! É pesado o bicho. Enfim, é uma bateria automotiva de 150ah onde espera-se que autonomia do sistema evolua e tenhamos muitas horas de impressão e utilização.

28 de Setembro
Movie

10.000 impressões utilizando energia solar



Finalizamos a primeira semana de impressões com energia solar nos horários de irradiação entre 13h 30min e 18h 30min. Mesmo a bateria estando geralmente em torno de 50% no final do dia optamos por alternar as fontes de energia para esses primeiros testes. Não me senti seguro em continuar utilizando a impressora no inversor com receio de “zerar” a bateria e no dia seguinte não ter como continuar. Agora vamos incluir um novo indicador de quantidade horas com impressão solar durante o mês em nossos números. E aos poucos, com a chegada do verão, aumentar o tempo de utilização.

20 de Setembro
Movie

Xingu Solar


O Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) realizou dois estudos, um econômico e outro qualitativo e quantitativo, sobre o projeto Xingu Solar do Instituto Socioambiental (ISA). Até agora, pelo projeto do ISA já foram instalados 70 sistemas fotovoltaicos com potência total combinada de 33.260 kWp em 65 aldeias do Território Indígena do Xingu (TIX). Segundo a avaliação, a combinação da produção de energia elétrica de geradores a derivados de petróleo com painéis fotovoltaicos poderia trazer a economia de mais de R$ 360 mil por ano em subsídios federais, caso o atendimento fosse realizado no âmbito do programa Luz para Todos. Além disso, a pesquisa mostrou que as comunidades locais preferem energias renováveis devido à segurança energética por não depender da disponibilidade de combustíveis fósseis e aos benefícios ambientais.


Assista ao vídeo


Acesse o relatório

8 de Setembro
Movie

Este site não é mais solar!?

Durante 6 meses fizemos vários testes, progressos, estudos e muitos aprendizados. Este hotsite apesar de sua simplicidade serviu como um ótimo estudo de viabilidade do uso deste tipo de energia para a impressão de livros e zines. A energia solar também era utilizada para manter microcomputador Orange Pi Lite.

Este pequeno computador desempenhou a função de servidor web com muita dignidade para páginas web e outros serviços online. Agora o Orange Pi Lite e o recém-chegado Raspberry Pi 3B+ que também estava ligado ao controlador de carga serão desligados pois foram substituídos por um servidor usado mas em ótimas condições que conquistamos.

O computador recebeu o nome de Rojava Onion Server (http://rojavatxcoo65bsu.onion) e ainda não possui um serviço de no-break ou UPS energy. Por uma questão estrutural não será ativado este tipo de recurso no momento. Mas quando o sistema for instalado de forma definitiva, todo o servidor funcionará com 100% de energia solar.

Mas nosso projeto de energia solar não está encerrado, somente a hospedagem desta página migrou para um servidor junto com outros sites na rede anônima Tor e as atualizações sobre nossos testes, informações e curiosidades seguirão nesta página que agora recebeu endereço próprio para você compartilhar com as amizades:

solarerzovbi2zd7.onion (somente Tor)

28 de junho
Movie

Sustentabilidade?


8 de junho
Movie

Raspberry Pi na energia solar há 7 anos


O escritor Carl Horne é um apaixonado por tecnologia e decidiu ligar o seu Raspberry Pi na energia solar através de duas placas fotovoltaicas (PV) e rodar um servidor para hospedar sites, blogs e sistemas locais. No servidor é possível acompanhar os updates do sistema, relatos de downtime, gráficos de utilização e relatos do autor sobre a implementação. Inacreditavelmente o bichinho está ligado desde o dia 20 de Março de 2012! Que loucura bicho!

Já existem alguns sistemas mais modernos de monitoramento de Raspberrys, como o RPi-Monitor e o Webmin. Mas penso que alguns monitores como o PiSolMan e o SunControl, podem ser muito interessantes (apesar dos preços), uma vez que prometem fazer a leitura da energia e geração do sistema solar.

3 de junho
Movie

A energia solar no Brasil avançou mais de dez vezes em dois anos.

O jornalista André Trigueiro é um cara muito interessado em fontes renováveis de energia e realiza grandes matérias na GloboNews e eventualmente alguma dessas reportagens escorregam para a Globo e Jornal Nacional.

O estudo, inédito do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que o Brasil está cumprindo o compromisso de investir em fontes limpas e renováveis de energia, um dos objetivos do desenvolvimento sustentável definidos pela ONU até 2030.
Confira a matéria no G1

18 de Maio
Movie

Energia Solar em Apartamento

Não somos os únicos que tem a ideia de tampar uma das janelas do apartamento com uma placa fotovoltáica. É lógico que a inclinação de 20 graus seria o ideal e luz solar direto na face norte também. Mas dá para fazer algumas experiências, vejamos o exemplo do Ismael:

Assista ao vídeo

21 de Abril
Movie

Apartamento, e agora?

Agora é oficial: vamos mudar para um apartamento. O que fazer? Não sei, existem algumas alternativas. A primeira ideia é tentar instalar dentro do imóvel mesmo, localizar um bom ponto de sol e fazer alguns testes. A segunda hipótese é repassar o painel para algumas amizades e fortalecer outros projetos solares em andamento. Por fim, a alternativa menos gloriosa é vender o equipamento. Não sei ainda o que vai acontecer, o objetivo agora é mudar o mais rápido possível, hehehhe. Aguarde por mais novidades em breve.

19 de Abril
Movie

Furto no sistema

Na madrugada do dia 3 de Abril de 2019 alguém pulou uma grade bem alta para tentar furtar nosso sistema de energia solar. Como o painel é grande e está atrás de outra grade da janela, não foi possível. Restou ao visitante puxar os cabos e tentar levar o que viesse. Enfim, perdemos somente o Controlador de Carga com Backlight no LCD, 30A com duas portas USB. Curiosamente, o Orange Pi Lite que utilizamos para hospedar este hotsite estava conectado ao controlador por um cabo USB que foi deixado. Aqui não há espaço para criminalização da pobreza, tampouco do furto, principalmente de algo de baixo valor enquanto ricos e poderosos roubam de toda a sociedade. Porém, penso que tal objeto terá pouco ou nenhum valor de troca, o que torna o fato lamentável. Por aqui havia um controlador reserva de 30A que foi orgulhosamente doado a alguns meses, e temos um controlador de 10A que pode ser instalado como uma alternativa temporária. Mas como estamos nos mudando para uma outra casa ou apartamento nos próximos dias, não será utilizado (a mudança não está relacionada ao evento). O Orange Pi está ligado na rede da concessionária até a próxima atualização deste hotsite. Comprei um controlador exatamente igual ao anterior e agora é só aguardar 30 dias até chegar. Voltaremos!

6 de Abril
Movie

Bite Size Linux

Zines impressos utilizando 100% energia solar fotovoltaica.

26 de Março
Movie

Energia solar não é para seu ar-condicionado

É bem comum as pessoas pensarem que a utilização de energia elétrica fotovoltaica deve ser utilizada para geração de energia de um grande eletrodoméstico como um ar-condicionado ou geladeira. Este é um problema na hora de dimensionar projetos de microgeração off-grid. Muitas vezes se forem somados os consumos de lâmpadas, computadores, TV led e pequenos aparelhos você terá uma faixa de consumo significativa para calcular o tamanho do projeto que você poderá dimensionar. E, esta soma é menor que o consumo dos grandes aparelhos juntos. Pense nisso! Nossa sugestão é começar com um painel/placa e uma bateria, ligar alguns equipamentos e aos poucos você vai ampliando a sua geração e os equipamentos conectados em seu sistema off-grid.

Já o ar-condicionado, geladeira, chuveiro elétrico e motores resistivos é melhor você seguir utilizando a energia da concessionária. Afinal de contas o consumo desses equipamentos é bem grande, exigem um controle de pico quando são ligados e você teria que ser o “Rei da Energia Solar” para poder dar conta de tudo isso. Não são todas as pessoas que tem condições financeiras para desenvolver um projeto on-grid, mas nesses casos, esse tipo de sistema utilizando microinversores é bem mais inteligente e obviamente, muito mais caros.

Conclusão: Se você quer começar a microgeração de energia solar em sua casa, comece pensando quais são os equipamentos que são utilizados com mais frequência e faça o dimensionamento para esses aparelhos. Depois que você descobrir os macetes e os problemas poderá ampliar sua geração. Bons projetos!

25 de Março
Movie

Sistema Elétrico Teiú

Olha que supimpa o desenho! Myr criou essa arte para compartilhar as ligações, usos e possibilidades do sistema solar de Teiú. Ter este dimensionamento e aplicações em mente é fundamental para seu projeto, seja para a utilização num acampamento de lazer, seja para aplicações estáveis que serão utilizadas como única fonte de energia elétrica. Salva de palmas!

sisteminha solar

8 de Março
Movie

Teste em produção

Como nosso sistema está dando carga na bateria decidimos fazer alguns testes em produção. Hoje utilizamos por 5h e 15min realizando pequenas impressões. Sobrou carga na bateria e o inversor não desligou, mas como tinha que iniciar uma impressão grande, achei melhor passar para energia da concessionária. Próximo passo é utilizar com a impressora funcionando sem parar. Veremos!

1° de Março
Movie

Você sabia que energia solar não é limpa?

Este é um papo sério que precisamos ter. A energia solar não é limpa! No processo de fabricação das placas, na extração de minerais, no transporte e até mesmo na operação das placas (ou painéis) fotovoltaicas existem implicações que causam dano ao meio ambiente e aos animais. Precisamos saber que a energia solar é menos danosa que outras fontes energéticas mais comuns, mas quando reunidas em imensas fazendas solares o seu dano potencial aumenta substancialmente. Recebemos essa dica de nossa amiga Ju Maya, a quem agradecemos muito e repassamos a informação e a reflexão. Acompanhe os dados do estudo no link abaixo. Abraços!

O lado sombrio da energia solar: escassez de insumos, lixo e poluição. Por José Eustáquio Diniz Alves.
Leia o artigo

28 de Fevereiro
Movie

Falta pouco!

Ainda não conseguimos instalar nossa placa solar, mas já encontramos um lugar bacana para carregar as baterias.

2 de Fevereiro
Movie

Atlas Solar do Paraná

Desde o início do ano de 2019 estamos na cidade Ponta Grossa no Paraná. Consultamos o potencial energético aqui no nosso endereço e no verão a capacidade é de 5.7KW/h. Caso você não entenda a grandiosidade desse valor, pegue sua conta de energia elétrica e veja o indicador “Consumo Diário”. Geralmente as casas giram em torno de 3KW por dia, conforme a quantidade de equipamentos ligados simultaneamente, quantidade de moradores, etc. Agora veja novamente os números do Atlas Solar do Paraná: 5.7Kw/h. Ou seja, por hora nosso Astro Rei tem potencial para gerar energia suficiente para suprir quase todo o consumo de um dia inteiro de nossas casas. É ou não é uma parada muito boa. Tanto para a economia doméstica, quanto para o meio ambiente.
Consulte o Atlas Solar do Paraná

9 de Janeiro
Movie

Curso Grátis

É bem normal pensarmos que não entendemos nada disso, que deve ser muito difícil, que é coisa de Nerd ou que os cursos são muito caros. Bem, alguns cursos são realmente bem caros para as pessoas que desejam ser profissionais, alguns termos técnicos também são bem chatos mas que com o tempo você vai adquirindo familiaridade e logo já compreende que nunca dizemos voltagem e sim tensão, nunca amperagem e sim corrente. Enfim, detalhes tão pequenos de nós dois. Mas existem alternativas viáveis, gratuitas e muito instrutivas. Neste espaço vamos compartilhar alguns links importantes onde aprendemos muito do que estamos aplicando em nosso projeto. O professor Alex Lima é um desses caras a quem agradecemos e homenageamos. Mesmo vendendo o seu curso não-grátis ele publica vários vídeos gratuitos para que você e eu possamos acompanhar e aprender sobre energia solar sem grandes xaropices ou querendo te transformar em “empreendedor de energia solar”.
Canal do Youtube Elétrica e Cia

9 de Janeiro
Picture

Controlador de Carga PWM de 30A

Já tínhamos o controladorzinho comprado na China, naquele site famoso. O controlador de carga é um equipamento que vai receber a tensão das placas fotovoltaicas e distribuirá a energia para alimentar a bateria, portas usb e saída de linha (onde você pode ligar algumas lâmpadas ou equipamentos simples). O controlador também é responsável por identificar os estados da bateria: ponto de carga, flutuação e descarga. Mantendo dessa forma a durabilidade da bateria e estabilidade do microsistema.

8 de Janeiro
Movie

Bateria Estacionária de 40 amperes

A bateria é um item essencial para o funcionamento de sistemas de energia solar off-grid, ou seja, aqueles que não são ligados na rede de energia elétrica da concessionária. A bateria acumula a energia produzida pelo painel e “entrega” para o inversor uma energia regulada, contínua. Pois é impossível ligar o inversor direto ao controlador de tensão, pois ele entregará tensão variável para dar carga na bateria e poderia queimar o inversor com frequentes variações de tensão, além de frequentes interrupções. Portanto sempre utilize uma bateria, preferencialmente estacionária já que é própria para esta finalidade, mas temporariamente você pode utilizar uma bateria veicular sem problema algum.

7 de Janeiro
Picture

Inversor de onda modificada 1.000W

Esses aparelhos transformam a energia da corrente contínua (DC) de 12v em corrente alternada (AC) de 110v. É claro que no rótulo e na embalagem do produto diz 1.000W, mas é sabido que a grande maioria desses aparelhos são bem mentirosos. Esse foi comprado a algum tempo para ser utilizado em atividades de rua, ligar um projetor, uma caixa de som ou outros equipamentos de 110v. Identificamos que este inversor importado de segunda linha atende somente até 460W. Mas para nossa utilização está ótimo!

4 de Janeiro
Location

Painel Solar de 150W

Para dar início a geração autônoma off-grid (falaremos sobre esses termos em breve) compramos uma placa fotovoltáica de 150W de uma empresa nacional, certificada pelo InMetro com eficiência A. Considerando cinco horas de produção diária, a placa produzirá 750W. O suficiente para gerar energia para nosso computador (80W), Monitor (18W), Impressora (13W) e Estufa para papel (18W). Total de 129W. É lógico que a produção em dias de sol forte e sem nuvens é muito maior, também que esses valores são do pico de consumo, portanto alguns equipamentos podem consumir menos energia ou mesmo não consumir nada quando desligados, uma vez que a impressora não fica em uso o dia inteiro. Conforme o desempenho será ligado o roteador de Internet e lâmpadas. Seguiremos ligando as USB's no painel.

3 de Janeiro
Location

Orange Pi Lite Solar

Nós já utilizamos três pequenos painéis solares de 10W para carregar nossos celulares, cigarro eletrônico e powerbanks. Então bastou plugar um pequeno computador de desenvolvimento chamado Orange Pi Lite, com 512mb de RAM e processador ARM H3 para hospedar este site e futuramente exibir estatísticas e dados sobre nosso uso de energia solar.

Conheça o Orange Pi 2 de Janeiro
Movie

Ideia inicial

É lógico que conhecemos outros projetos e inciativas que produzem sua própria energia elétrica através do uso de painéis fotovoltaicos. Nossas amizades da Editora Subta são um exemplo e uma referência para este projeto. Nossa iniciativa busca gerar autonomia energética, compartilhar os resultados e apresentar de maneira muito simples como estamos fazendo. Por isso esse formato de timeline. Esperamos que você acompanhe e sinta-se com motivação suficiente para iniciar sua transição ao solar. =)

1º Janeiro