Anarquismo Anticolonial

R$27,50

Di√°logos entre as obras de Mikhail Bakunin e Frantz Fanon

Anarquismo Anticolonial
Coletivo Editorial Adandé (Org.)
110 p√°ginas
Formato A5 (letra grande), capa em papel colorplus de 180g.

Uma das chaves históricas para entender essa necessária síntese que chamamos aqui de Anarquismo Anticolonial é a derrota da revolução e guerra civil espanhola (1936-39).

Uma das maiores derrotas da história tanto para proletariado e os povos do mundo, quanto possivelmente, a maior de todas para o anarquismo internacional e o programa revolucionário socialista e autogestionário.

Durante a guerra e a revolu√ß√£o na Espanha, havia diversos debates disputando as diferentes posi√ß√Ķes anarquistas sobre o processo revolucion√°rio. Camilo Berneri, intelectual e militante que comandou o destacamento internacional de anarquistas italianos que ficou conhecido como Batalh√£o da Morte, ou Batalh√£o Malatesta, pontuava em uma carta aberta dirigida √† ent√£o ministra Federica Montseny sua oposi√ß√£o √† participa√ß√£o da CNT/FAI no governo republicano. Ele afirmava que o triunfo da guerra revolucion√°ria contra o franquismo s√≥ poderia acontecer atrav√©s de uma estrat√©gia combinada de apoio ativo √†s lutas de liberta√ß√£o e guerras coloniais no norte da √Āfrica e demais pa√≠ses √°rabes. Sua √™nfase estava especificamente na rebeli√£o anticolonial pan-isl√Ęmica no Marrocos, e numa guerra de guerrilhas capaz de vencer tanto o fascismo quanto a bolcheviza√ß√£o no territ√≥rio espanhol.

E foi exatamente no Marrocos colonizado de onde as tropas franquistas conseguiram se reagrupar, operar e vencer a guerra com apoio das potências nazifascistas, impondo uma das maiores derrotas aos povos do mundo na história.

Berneri se tornou m√°rtir de guerra, assassinado por traidores comunistas. Foi um intelectual de primeira linha que tamb√©m escreveu um tratado sobre a distopia nazista e, a despeito da sua m√° interpreta√ß√£o da proposta da Plataforma Organizacional de Makhno e Arshinov, se situava politicamente entre uma posi√ß√£o cr√≠tica ao colaboracionismo da dire√ß√£o da CNT/FAI e a defesa consequente e intransigente da revolu√ß√£o pelo grupo Amigos de Durruti. Ele conseguiu sintetizar em suas reflex√Ķes da guerra e com agu√ßada capacidade de cr√≠tica e autocr√≠tica que seria a trai√ß√£o da dire√ß√£o da CNT/FAI que levaria √† derrota mais pesada da hist√≥ria para o anarquismo. Somada ainda a incompreens√£o do anarquismo sobre as lutas anticoloniais, ou seja, a necess√°ria defesa e apoio √† liberta√ß√£o dos povos colonizados. A Revolu√ß√£o Espanhola foi o √ļltimo suspiro de massas e possibilidade de realiza√ß√£o em grande escala da utopia socialista e libert√°ria.


Faça o download grátis na página do Coletivo Editorial Adandé

Voc√™ tamb√©m pode gostar de…