Repensar a anarquia

R$34,00

O livro de Carlos Taibo pode ser lido num amplo conjunto de produ√ß√Ķes e an√°lises contempor√Ęneas sobre a anarquia e os anarquismos […]

O livro de Carlos Taibo pode ser lido num amplo conjunto de produ√ß√Ķes e an√°lises contempor√Ęneas sobre a anarquia e os anarquismos, tais como os recentes livros de Tom√°s Ib√°√Īez, Osvaldo Escribano, Daniel Barret, M. Ricardo de Sousa, entre outros, para ficarmos na produ√ß√£o, por assim dizer, ib√©rica, incluindo a√≠ Nuestra America. A demarca√ß√£o geogr√°fica justifica-se por ser uma produ√ß√£o um tanto diversa do que poder√≠amos denominar de produ√ß√£o anglo-sax√£, que vai de Saul Newman a David Graeber. De qualquer maneira, o que h√° em comum nesta reflex√£o contempor√Ęnea, seja ib√©rica ou anglo-sax√£, √© o fato de que estamos atravessando um renovado interesse nos anarquismos e na anarquia, que ultrapassa a demarca√ß√£o de ‚Äúpesquisa historiogr√°fica‚ÄĚ e movimenta an√°lises do presente em uma perspectiva anarquista. H√° diversos fatores, apontados de maneira diferente em cada escrito, que podem explicar esse interesse. Mas h√° dois que aparecem com maior regularidade: a crise planet√°ria (econ√īmica, pol√≠tica, social e ecol√≥gica) que se estabeleceu logo ap√≥s a euforia do triunfo da democracia liberal globalizada do p√≥s-guerra e a impot√™ncia do marxismo e da social-democracia em produzir respostas a este estado de crise ‚Äď sendo este segundo argumento, o mais presente nas leituras europeias.

Repensar a Anarquia: A√ß√£o Direta ‚ÄĘ Autogest√£o ‚ÄĘ Autonomia
Carlos Taibo
Tradução de Raphael Sanz
Pref√°cio de Ac√°cio Augusto
Editora Monstro dos Mares

Capa em papel reciclato de 180g.
136 p√°ginas
ISBN: 978-65-86008-05-0


Voc√™ tamb√©m pode gostar de…