Publicado em 1 comentário

Assinaturas: Catarse ou PicPay?

assinaturas

Assinaturas mensais são muito importantes para manter nosso projeto editorial em funcionamento, pois precisamos de mais colaboração e recursos. Mais pessoas para selecionar textos, fazer traduções, revisões, diagramação, capas, estar em contato com autoras e autores, assumir tarefas de divulgação, colocar o bonde para circular. Atualmente somos nove pessoas que, entre todas essas atividades compartilhadas, ainda contribuem financeiramente para a manutenção do espaço da editora, equipamentos, despesas de correios, comprar papel, tinta e tudo mais.

Em Setembro de 2018 criamos nossa Rede de Apoio no Catarse, uma plataforma que se tornou sinônimo de financiamento coletivo no Brasil e que praticamente dita as regras para quem depende dela para manter seus projetos em funcionamento. Quem quer participar deve concordar em pagar 13% de taxas e aguardar 10 dias úteis para receber os recursos das assinaturas de seus apoiadores. Não há problemas em concordar com esses termos, mas, em 18 meses de experiência na plataforma, percebemos que para seguir em frente é preciso fazer mais. Precisamos de mais papel, mais tinta, uma impressora maior, mais e mais correios. Logicamente, precisamos de mais pessoas, mais colaboração e, consecutivamente, mais recursos.

Faz algumas semanas que estamos conversando com nossas amizades sobre que medidas poderiam ser tomadas, como ampliar as pontas de contato e fortalecer o apoio à nossa atividade de fazer livros artesanais. Uma das ideias foi poder contar com contribuições mensais de R$1. Isso mesmo: um pila. Sabemos que nem todas as pessoas podem contribuir mensalmente com a editora e que muitas pessoas já colaboram em outros projetos bacanas e importantes. Então, decidimos criar um cadastro no PicPay Assinaturas, uma ferramenta de assinaturas com contribuições a partir de 1 real, taxa de operação de 1,99%, liberação do recurso uma vez por mês (como a maioria) e transferência do valor instantânea entre contas digitais ou em até 3 dias úteis para contas normais (TED). Confira o quadro com algumas características, vantagens e desvantagens que destacamos baseados em nossas necessidades. Vejamos:

Catarse Assinaturas
13
%
  • Assinatura mínima: R$ 5
  • Taxa: 13%
  • Liberação em: 30 dias
  • Saque: transf. em 10 dd
Vantagens

Sinônimo de financiamento coletivo no Brasil;

Campanhas simultâneas: pontuais ou recorrentes;

Desvantagens

Taxas

Saque demorado

PicPay Assinaturas
1,99
%
  • Assinatura mínima: R$ 1
  • Taxa: 1,99%
  • Liberação em: 30 dias
  • Saque: trans. imediata ou 3 dd no TED.
Vantagens

Taxas e rapidez no saque;

Cadastro e uso simplificado;

Desvantagem

Somente pelo aplicativo

Não possui widget de assinatura


Assinaturas: Isso não é uma conclusão

Antes de cravar que este é melhor que aquele, é importante pensar que estamos comparando um biscoito a um disco voador: pode haver semelhanças na forma, e, se olharmos à distância, pode ser que fiquemos confusos. Mas, ao aproximá-los, não há como fazer uma análise, principalmente pelo fato de que discos voadores sequer existem.

O Catarse é uma plataforma para realizadoras de projetos criativos e sociais, o PicPay é um meio de pagamento com a funcionalidade de assinaturas. Seria mais honesto comparar o PagSeguro Assinaturas ao PicPay Assinaturas, ou o Catarse ao Apoia-se. Mas entre as escolhas que fazemos, preferimos seguir regando as plantas. Dar água para que o Croton siga colorido, independente do meio de pagamento ou plataforma. O importante é que as pessoas tenham opções para apoiar a tarefa da Monstro dos Mares: produzir e distribuir livros que custem muito pouco. Quem pode fortalecer com um real, fortalece. Quem já utiliza a plataforma de financiamento coletivo para apoiar outros projetos, que não precise criar um novo cadastro em mais alguma ferramenta só para ajudar as amizades.

Queremos que as pessoas possam se sentir confortáveis em ajudar a tarefa da editora, sem que a ferramenta se torne um problema. Podemos não gostar das taxas e do tempo de transferência do Catarse, mas essa é a ferramenta que temos no momento. Há outras tantas, cada uma com suas características e peculiaridades. Mas optamos pelo Catarse por sua abrangência e presença junto às pessoas que estão habituadas com essa modalidade de financiamento. Criamos a conta no PicPay Assinaturas como uma alternativa para quem deseja contribuir com pequenos valores ou para quem acredita que a diferença entre as taxas são significativas ao financiamento das atividades de realizadoras de projetos.

Por favor, considere apoiar nosso coletivo editorial.
Para dar água as plantas, cada gotinha importa!

Ei pirata! 🏴‍☠️
Faça parte da Rede de Apoio da editora fazendo uma contribuição mensal:
Catarse assinaturas ou no PicPay assinaturas

Um comentário sobre “Assinaturas: Catarse ou PicPay?

  1. É sempre bom não pôr todos os ovos no mesmo cesto. Assim como anteriormente vocês tiveram dificuldade com o Mercado Livre e a Estante Virtual, de uma hora pra outra o Catarse ou o PicPay podem resolver implicar, e a diversidade de opções permitirá que vocês sigam operando vossa Editora.

Deixe um comentário bem bacana!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.