Publicado em 7 comentários

Novembro: Feira Anarquista 2020 na Monstro dos Mares

Já faz algum tempo que o mês de Novembro é muito agitado na Monstro dos Mares. Geralmente, em Novembro ocorrem vários eventos acadêmicos e as feiras. Quando nossa editora emergiu em 2012, começamos a participar das feiras, como a Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre (FLAPOA). Ela costuma acontecer em alguma data paralela à realização da Feira do Livro de POA. Em São Paulo, próximo ao feriado de 15 de Novembro, todo ano ocorre a Feira Anarquista de SP, onde acontecem diversas atividades interessantes. Essa feira reúne pessoas de vários recantos e pessoas que produzem livros, camisetas, ecobags, adesivos, rango vegano, plantinhas, entre outras criações, para abrir o pano e expor seus materiais. As feiras são ótimos espaços para conhecer pessoas e ver as práticas autogestionárias acontecendo, uma vez que os eventos são organizados coletivamente e as são tarefas compartilhadas.

Mas, como sabemos, a pandemia do novo coronavírus ainda segue por aí sem dar sinais de ir embora tão cedo. Com isso, as pessoas de nosso coletivo editorial decidiram em reunião virtual que a Monstro dos Mares participará de eventos presenciais somente quando houver condições sanitárias favoráveis e ampla imunização para toda a população. O vírus já fez milhares de vítimas no Brasil e no mundo, algumas pessoas não estão dispostas a ignorar os riscos dessa doença.

Nós queremos que Novembro continue sendo o mês da Feira do Livro, da Feira Anarquista, dos eventos acadêmicos, dos congressos e conferências. Nesse mês, sentimos falta daquele astral de banquinha. Por isso, decidimos dar 20% de desconto em todos os materiais de nossa loja — exceto o livro Amazônia em Kaos, que já possui um grande desconto combinado com as pessoas que organizaram o livro. Basta você digitar feiraanarquista2020 no cupom de desconto do carrinho de compras em nossa loja virtual.

Feira do Anarquista 2020 na Editora Monstro dos Mares, 20% de desconto com cupom “feiraanarquista2020” na loja online. https://monstrodosmares.com.br

7 comentários sobre “Novembro: Feira Anarquista 2020 na Monstro dos Mares

  1. “Geralmente, em Novembro ocorrem vários eventos acadêmicos e as feiras. Quando nossa editora emergiu em 2012, começamos a participar das feiras, como a Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre (FLAPOA). Ela costuma acontecer em alguma data paralela à realização da Feira do Livro de POA. Em São Paulo, próximo ao feriado de 15 de Novembro, todo ano ocorre a Feira Anarquista de SP, onde acontecem diversas atividades interessantes.”

    Em 2020, perto do feriado do dia 15, teve a Festa Virtual do Livro da USP… A diferença é que esse ano foi Virtual, então gente do país inteiro pôde aproveitar as promoções, e não só quem mora em São Paulo/estuda na USP:

    1) https://pt.wikipedia.org/wiki/Festa_do_Livro_da_Universidade_de_S%C3%A3o_Paulo
    2) https://www.edusp.com.br/eventos/festavirtualdolivrodausp/
    3) http://paineira.usp.br/festadolivro/

    Não é um evento anarquista, mas as editoras e os leitores puderam todos participar sem custos para nenhuma das partes. Os descontos parecem ter sido interessantes para ambas as partes também: uma das editoras disse que o desconto que eles dão nesse tipo de Festa é exatamente o lucro que eles têm que dar pras livrarias quando não estão vendendo diretamente aos leitores nesse tipo de feira! Então o desconto que dão é totalmente compatível com a viabilidade comercial deles: não estão tomando prejuízo vendendo títulos bons abaixo do preço, nem vendendo abaixo do preço só pra “desencalhar títulos ruins”. Estão praticando o preço normal deles… E, pros leitores, é um jeito de conseguir livros novos ao preço de usados! Isso é especialmente interessante praquelas editoras de baixa tiragem onde raramente se encontra um livro usado dela na Estante Virtual…

    Será que esse tipo de evento seria interessante/viável pra vocês enquanto Editora? Enquanto leitores certamente seria.

    1. Esse ano estamos dando 20% de desconto. Nunca demos esse tipo de desconto no site e penso que está super bacana. Se a pandemia continuar, se não houver imunização em massa e no ano que vem ainda tivermos que fazer a feira online, poderemos considerar. Porém, 50% é absolutamente impossível. Para grandes editoras que já trabalham com essa margem, uma vez que dão 55% aos distribuidores até é viável. Mas pra gente não tem como. Mas enfim, não somos a USP ou da turma da USP. Hehehee. Sinceramente eu lamento que as editoras anarquistas não conseguiram se organizar para fazer uma feira online. Nosso amigo Ernesto Kramer da Printleaks criou um grupo para puxar esse bonde no mês de julho e nada foi encaminhado, não houve acordo. Então decidimos fazer aquilo que estava ao nosso alcance.

      Abraços.

      1. Existe uma parada manjada que se faz em Black Friday que é inflar os preços dos produtos só pra em seguida dar descontos astronômicos. Tem sites que fazem isso o ano inteiro, sob qualquer pretexto.

        Se for isso o requisito necessário pra vocês participarem desse tipo de evento, que daria maior visibilidade à vossa editora e poderia alavancar vossas vendas, não vejo grande mal… Especialmente considerando que os anarquistas, como você bem disse, não conseguiram organizar evento semelhante.

        Digamos: “Futuro Primitivo” custa R$10. Vocês estão dando 20% de desconto em 2020, então ele está custando R$8, e vocês não estão vendendo abaixo do preço de custo, então está tudo lindo. Mas, se dessem 50% de desconto, e o preço fosse para R$5, estariam vendendo abaixo do preço de custo, estariam “pagando pra tabalhar”…

        Não bastaria então, em 2021, excepcionalmente pra participar desse evento, aumentar o valor de R$10 para R$19, e em seguida dar o desconto de 50%? Estariam vendendo pelos mesmos R$8 de 2020, em 2021, sem tomar prejuízo… E no fim das contas estariam dando desconto de verdade: 20% igual 2020, só que inflado pra parecer 50%, só pra “cumprir o protocolo” do evento.

        Pode isso, Arnaldo?

        1. Particularmente, só posso falar por mim, eu não tenho muito interesse em participar da feira da USP, prefiro algo que dialogue mais com a galera do nosso meio. Mas se for uma decisão coletiva, não vejo maiores impedimentos em participar. Porém, essa margem de 50% é impeditiva e com sinceridade, não acharia bom fazer “tudo pela metade do dobro do preço” como é feito na black friday por exemplo. Logo, não acho justo ou honesto de nossa parte subir um valor determinado apenas para participar da feira da USP. Penso que se houve mais solidariedade entre anarquistas e pessoas vinculadas às lutas sociais, sequer precisaríamos disso, uma vez que a indicação e divulgação por parte de nossas amizades seria suficiente. Então, de momento, fazemos o que é possível por nossos próprios meios.

          =)

    2. Conta pra nóis o que que você comprou na feira da USP?

        1. Títulos bem interessantes mesmo. Esse final de semana vamos preparar um pacotinho pra você, algum pedido especial? 😀

Deixe um comentário bem bacana!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.