Publicado em 1 comentário

Mais mudança: estamos de casa nova!

mudança

A cada dia, uma nova mudança. Mudar, é isso que fazemos ao curso do tempo. Mudamos de estilo, atitude, ideia, éticas e práticas. Mudamos o tempo todo o modo de movimentar o mundo — mundos em justa consonância com as lutas contra o capitalismo, a colonialidade e o patriarcado em todas as suas expressões. Mundos possíveis, participativos, sociais, inclusivos, diversos. Novos mundos!

As pessoas que compõem a Monstro dos Mares decidiram que para continuar fazendo livros e zines era necessário mudar, muito mais do que levantar velas, mas jogar um pouco mais de pressão no vapor. Com isso, durante algumas semanas estivemos em processo de mudança para um espaço onde cabem mais ideias, mais livros e mais participação.

♪ O Vapor de Cachoeira não navega mais no mar,
Barco véio tá cansado, sobe o rio devagar.
Ai, ai, ai, sobe o rio devagar.

O vapor de Cachoeira” de David Nasser e Clemente Neto

Chegamos nos Campos Gerais em Janeiro de 2019 e seguimos na cidade de Ponta Grossa por mais algum tempo. Aos poucos, vamos estabelecemos relações com o lugar, com as pessoas e vales que recortam o horizonte paranaense. Nosso endereço de correspondência continua exatamente o mesmo (Caixa Postal 1560, CEP 84071-981).

Na Sexta-feira, 16 de Outubro, o caminhão levou impressoras, mesas, caixas e caixas de material impresso, muita tralha para outro destino. Novos ares! Mais do que coisas, carregamos nossa vontade de continuar fazendo livros e zines de ideias anárquicas e anarquistas, epistemologias dissidentes e pensamento radical sobre nosso tempo e queremos agradecer todas as pessoas que apoiam a existência desse projeto editorial.

Às vezes, ir para outro lugar é puxado. Mas, e se fizermos uma coisa de cada vez?
O barco véio tá cansado, sobe o rio devagar.
Você tem feito mudanças lentas, graduais e permanentes? Escreva nos comentários =]

Um comentário sobre “Mais mudança: estamos de casa nova!

  1. “Nada do que foi será
    De novo do jeito que já foi um dia
    Tudo passa, tudo sempre passará

    A vida vem em ondas, como um mar
    Num indo e vindo infinito

    Tudo o que se vê não é
    Igual ao que a gente viu há um segundo
    Tudo muda o tempo todo no mundo”

Deixe um comentário bem bacana!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.