Publicado em 1 comentário

Isso não é uma retrospectiva (2020)

Queremos enviar um caloroso abraço para monas, minas e manos que estiveram conosco nesse ano. Recebemos muito carinho, apoio e solidariedade de diversas amizades que se preocupam com nossa existência, permanência e continuidade. Num momento especialmente difícil, nessa pandemia sem precedentes, as pessoas enviaram mensagens para saber como estávamos e se havia alguma necessidade urgente. Valeu mesmo! Percebemos que essa ideia de cuidado se amplificou e ganhou espaço em todos movimentos. Atividades radiantes! Compas fizeram ações, campanhas, publicações, lives, rifas, distribuição de comida, mutirões de desinfecção de suas comunidades, muita movimentação para fortalecer nossa gente.

Continuaremos lutando para derrubar os abusos da centralização do poder, do estado, das igrejas, abusadores, juízes e patrões.

Esquecer 2020 será um bom começo. Para muitas pessoas, porém, isso não será possível, pois esse ano horrível já tirou muita coisa de nós.

Entramos em distanciamento social no dia 11 de Março, praticando um severo isolamento desde então. Cancelamos a participação da Monstro dos Mares em qualquer evento presencial até que haja imunização em massa, para todas as pessoas. Não queremos participar de eventos que sejam apenas para alguns e algumas. Que a imunização se faça o quanto antes, ainda que no estado ocupado por essa milícia de mal-intencionados isso possa levar muito tempo.

Seguimos abrindo caminhos de liberdade através dos tempos sombrios. Estamos esticando os braços, arregaçando as mangas e partindo para um outro tempo, um novo capítulo. O mundo como o conhecemos até agora deixará de existir (ainda bem!). Caberá à nossa autonomia e autodeterminação que o ano que se avizinha traga outros ares, nuvens de compartilhamentos, mares de solidariedade entre nós, ventos que fortaleçam todos os bandos. Que essas águas façam brotar sementes de resistência no solo fértil das lutas do campo e da cidade e tragam coragem e força para derrubar o inimigo.

Sigamos! Cada qual tocando o barco, em união de propósitos nas mais diversas práticas e horizontes teóricos fazendo enfrentamento, livros, músicas, florestas, alimentos, bicicletas, lutas, culturas e celebrações.

Livros e Anarquia!
Editora Monstro dos Mares
Dezembro de 2020

Um comentário sobre “Isso não é uma retrospectiva (2020)

  1. “Cancelamos a participação da Monstro dos Mares em qualquer evento presencial até que haja imunização em massa, para todas as pessoas. Não queremos participar de eventos que sejam apenas para alguns e algumas. Que a imunização se faça o quanto antes, ainda que no estado ocupado por essa milícia de mal-intencionados isso possa levar muito tempo.”

    1) Não vos inquieteis, o STF, muito preocupado com o bem-estar do povo brasileiro, já decidiu que a vacinação vai ser obrigatória:

    https://tribunademinas.com.br/noticias/brasil-e-mundo/17-12-2020/stf-decide-que-vacinacao-contra-covid-19-deve-ser-obrigatoria.html

    Destaque para o argumento sensacional do Barroso: “O Estado pode, em situações excepcionais, proteger as pessoas mesmo contra a sua vontade.” Uau! Ainda usou o voto obrigatório como analogia… Quer mais paternalismo que isso? Somos incapazes de decidir por nós mesmos o que é melhor pras nossas vidas, então os “grandes líderes” precisam se reunir e decidir por nós! Me sinto um bebezinho dentro do berço. Melhor que isso só se eu estivesse dentro do útero, mas a pátria não é mátria, como o nome diz, então é fisicamente impossível.

    2) Agora, ligue os pontos com a notícia de que a vacina chinesa foi incluída no plano de vacinação do governo:

    https://tribunademinas.com.br/noticias/brasil-e-mundo/16-12-2020/governo-inclui-coronavac-em-novo-plano-nacional-de-imunizacao.html

    3) E, por fim, ligue ao ponto de que quase metade da população se recusa a tomar vacina Made in China, e que quase um quarto da população não quer tomar vacina nenhuma:

    “A maior resistência está relacionada a um imunizante desenvolvido na China, que não seria aceito por 47% dos entrevistados. A recusa a vacinas dos Estados Unidos, Inglaterra e Rússia ficaram em 23%, 26% e 36%, respectivamente.”

    https://tribunademinas.com.br/noticias/brasil-e-mundo/12-12-2020/datafolha-22-dos-brasileiros-nao-querem-se-vacinar-contra-covid-19.html

    ∴ O ano de 2021 poderá começar de forma sensacional, com o governo comprando vacina chinesa, obrigando as pessoas a tomarem ela, e as pessoas se recusando a tomar. Pode ocorrer uma Segunda Revolta da Vacina…

    Lá no Rio de Janeiro a Dilma mandou recontruir as linhas de bonde dentro da cidade, os tais VLT, que são o equivalente moderno dos bondes. Então bondes pra serem capotados nas ruas já estão fornecidos desde já. O que mais falta pra completar o cenário? Infelizmente o Oswaldo Cruz não teve como ser reconstruído de volta pelo governo da Dilma.

Deixe um comentário bem bacana!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.