Publicado em Deixe um comentário

Tirar do repositório e levar para o território

Encontro da editora com a Rede de Apoio em Janeiro de 2021

[Na imagem: encontro da editora com amizades e apoiadores]

A Monstro dos Mares existe para fazer as ideias circularem, chegarem por aí de mão em mão. Em 2020, com pandemia e tudo, distribuímos gratuitamente 821 livros e 1.211 fanzines/livretos. Hoje decidimos celebrar esse número, porque fazemos e distribuímos livros e zines artesanais, feitos à mão, um a um. Queremos dividir com você essa proeza.

Mas os números seriam vazios de significado sem a participação de autoras e autores, pessoas que ajudam fazendo a leitura de materiais originais, amizades que compartilham conosco a atividade da edição, discutem em grupo e dão o encaminhamento nos textos. São monas, minas e manos que participam da Monstro dos Mares fazendo as traduções, revisões, recomendações de materiais para publicação, capistas e, evidentemente, todas aquelas que recomendam, apoiam mensalmente, fazem compras em nossa lojinha ou pegam nas distros que fortalecem a circulação dos mais de 240 títulos que compõem o catálogo do site.

A tarefa de divulgação do conhecimento produzido em nosso tempo, com o olhar para às próximas gerações, é um dos motivos que nos movem para além de aprender a imprimir, cortar, grampear e colar. Existimos para compartilhar nossas visões de mundo, relatos de práticas coletivas e perguntas que emergem das inquietações humanas e sociais do século 21. Imprimir livros é registrar esses anseios no tempo. É possível que em algum momento a Monstro dos Mares deixe de existir, mas haverá em algum canto um exemplar impresso, um arquivo guardado em algum disco HD/SSD/eMMC ou pastinha da nuvem e os livros continuarão com outras pessoas (ou através delas).

Com a ajuda de quem faz parte da Rede de Apoio, conseguimos os recursos necessários para imprimir 821 livros e 1.211 zines de inspiração anárquica que foram distribuídos gratuitamente. Além disso, esses recursos muitas vezes ajudam a pagar os envios pelos Correios. São bibliotecas comunitárias, espaços sociais ou culturais, sindicatos, federações, grupos de estudos, coletivos, militantes, ativistas, bandos, bandas, pesquisadoras e singularidades em vários recantos que recebem os títulos que rodamos por aqui. Colocar todo esse material na pista é uma parte importante dos objetivos da Monstro dos Mares, por isso é importante nossa alegria em compartilhar esses números mesmo em tempos tão cheios de notícias que nos roubam os sorrisos.

Seguir fazendo livros é um de nossos propósitos. Ao realizar a divulgação acadêmica de inspiração anárquica, temos a convicção de que nossa tarefa também é tirar do repositório e levar para o território. Seguimos incentivando que cada pessoa dedique um pouquinho do seu tempo para participar nas atividades de vários coletivos editoriais, não apenas na Monstro do Mares. Não somos uma ilha: estamos em rede. Neste momento, estamos passando por um severo e comprometido isolamento, o que implica numa constante ansiedade para que a população possa ser imunizada integralmente e que possamos finalmente receber pessoas em nosso espaço e trocar experiências. Colar com os bandos, visitar editoras, fazer oficinas, cultivar hortas, assar pães no forno de barro numa tarde cheia de boas conversas em grupo, arriscar queixos/joelhos e cotovelos em velozes alicates, apoiar a instalação de sistemas fotovoltaicos comunitários rurais e urbanos. É tanta vontade que nem cabe num parágrafo.

Sabemos que o capítulo pós-pandemia ainda vai levar um tempo e muitas lutas para chegar. Enquanto isso, seguimos fazendo todo o possível para nos mantermos em segurança, em solidariedade com movimentações de compas, cometendo lives, criando podcasts, gravando vídeos e, logicamente, fazendo muitos e muitos livros. Para isso, vamos aumentar o volume de impressões e ampliar as possibilidades de encontros entre a palavra escrita e as lutas diárias da nossa gente. Abrimos um espaço na casa editorial para o Duplicador Digital Ricota DX-2330, uma ferramenta importante para a Monstro dos Mares seguir publicando as páginas que fazem emergir, na prática, entendimentos de que há muitos modos de superar a normalidade e expandir horizontes de possibilidade para enfrentar todas as formas de opressão.

Para seguir multiplicando ideias: celebramos nossos passos, agradecemos o carinho das amizades e pedimos seu apoio de todas as formas que estiverem a seu alcance!

Os números de 2020

Impressões:
Livros impressos: 2.854
Zines impressos: 5.005

Distribuição gratuita:
Livros distribuição gratuita: 821
Zines distribuição gratuita: 1.211

Total de impressões de 2020: 223.444
Total de Kw gerados e consumidos com energia solar em 2020: 75Kw


Publicado em 1 comentário

Isso não é uma retrospectiva (2020)

Queremos enviar um caloroso abraço para monas, minas e manos que estiveram conosco nesse ano. Recebemos muito carinho, apoio e solidariedade de diversas amizades que se preocupam com nossa existência, permanência e continuidade. Num momento especialmente difícil, nessa pandemia sem precedentes, as pessoas enviaram mensagens para saber como estávamos e se havia alguma necessidade urgente. Valeu mesmo! Percebemos que essa ideia de cuidado se amplificou e ganhou espaço em todos movimentos. Atividades radiantes! Compas fizeram ações, campanhas, publicações, lives, rifas, distribuição de comida, mutirões de desinfecção de suas comunidades, muita movimentação para fortalecer nossa gente.

Continuaremos lutando para derrubar os abusos da centralização do poder, do estado, das igrejas, abusadores, juízes e patrões.

Esquecer 2020 será um bom começo. Para muitas pessoas, porém, isso não será possível, pois esse ano horrível já tirou muita coisa de nós.

Entramos em distanciamento social no dia 11 de Março, praticando um severo isolamento desde então. Cancelamos a participação da Monstro dos Mares em qualquer evento presencial até que haja imunização em massa, para todas as pessoas. Não queremos participar de eventos que sejam apenas para alguns e algumas. Que a imunização se faça o quanto antes, ainda que no estado ocupado por essa milícia de mal-intencionados isso possa levar muito tempo.

Seguimos abrindo caminhos de liberdade através dos tempos sombrios. Estamos esticando os braços, arregaçando as mangas e partindo para um outro tempo, um novo capítulo. O mundo como o conhecemos até agora deixará de existir (ainda bem!). Caberá à nossa autonomia e autodeterminação que o ano que se avizinha traga outros ares, nuvens de compartilhamentos, mares de solidariedade entre nós, ventos que fortaleçam todos os bandos. Que essas águas façam brotar sementes de resistência no solo fértil das lutas do campo e da cidade e tragam coragem e força para derrubar o inimigo.

Sigamos! Cada qual tocando o barco, em união de propósitos nas mais diversas práticas e horizontes teóricos fazendo enfrentamento, livros, músicas, florestas, alimentos, bicicletas, lutas, culturas e celebrações.

Livros e Anarquia!
Editora Monstro dos Mares
Dezembro de 2020

Publicado em Deixe um comentário

Numerologia do ano de 2019 🧮

Acabou! Foi um ano louco, não é mesmo? Mas sobrevivemos e seguimos em frente. Em 2019 tivemos uma produção intensa, enviamos livros e zines para todos os estados do país e isso nos enche de felicidade! Neste novo ano, seguimos realizando o registro e documentação da quantidade de impressões que fazemos e adicionando informações que são relevantes para compreendermos nossos processos, evolução e história. Pode ser que todos esses números não sejam assim tão importantes pra você, mas acreditamos que eles são fundamentais para as pessoas que apoiam nossa atividade e acompanham nosso projeto editorial.

Os números de um ano inteiro nos dão a certeza de afirmar que a cada quatro livros e zines impressos, um será distribuído gratuitamente para uma amizade, um coletivo, biblioteca comunitária, espaço cultural ou para pessoas que estão em nossa banquinha em eventos, interessadas em saber mais sobre os títulos que publicamos e as ideias que fazemos circular. Ter a certeza de que um quarto (1/4), mais ou menos, de toda a nossa produção vai parar nas mãos de pessoas que estão interessadas em descobrir ou aprofundar saberes e práticas anárquicas, anarquistas e de epistemologias dissidentes nos faz seguir firme nos propósitos da editora em continuar existindo, colocando cada vez mais tinta no papel.

Em 2019 também esticamos os braços para aprender sobre como podemos fazer um pouco mais e fazer diferente em nossos livros e zines. Também fizemos testes e aprendizados em torno de nossa autonomia. Em Janeiro começamos alguns estudos sobre energia solar e no mês de outubro nos sentimos seguros em adotá-la integralmente em nossa produção. Hoje, todos os nossos livros e zines, computador e impressoras utilizam a energia que vem do sol para carregar a bateria e fornecer a energia necessária para a operação dos equipamentos. Também decidimos experimentar e adaptar métodos de encadernação e encontramos um modo de fazer livros mais grossos que é capaz de entrar em nossas rotinas e meios de produção.

Nós estivemos em menos eventos do que gostaríamos, mas caixas e caixas com nossos livros estiveram em diversos lugares e queremos que isso permaneça, que você possa encontrar nossos materiais sendo distribuídos em diversos recantos do Brasil. Isso fortalece nossa atividade editorial e permite que pessoas e coletivos possam obter recursos para fortalecer seus espaços de atuação e agitação. Contamos com o interesse das amizades para fazer com que mais caixas se movimentem de mão em mão, de busão, transportadora, correios. Que os meios de transporte não sejam impedimento para difusão de ideias.

Os números de 2019 também servem como um convite para que quem acredita em nossa atividade editorial possa confiar um valor mensal em nossa rede apoio. Utilizamos esses recursos para manter nosso espaço de produção, dar manutenção nos equipamentos, conquistar recursos para trazer caixas de papel e tinta que são utilizadas na distribuição gratuita, bem como nos eventuais custos de correios para envios. A partir da contribuição de R$ 5 mensais, a Rede de Apoio fortalece nossa atividade e faz com que possamos seguir existindo até o dia em que não será mais necessário vender os livros, que teremos dispositivos de solidariedade suficientes para manter as atividades, a subsitência das pessoas que colaboram no projeto e a produção de mais e novos materiais.

Números de 2019

  • Impressões de 2019: 215.793
  • Livros impressos: 2.452
  • Livros distribuição gratuita: 665
  • Zines impressos: 5.661
  • Zines distribuição gratuita: 1.399
  • Kw gerados e consumidos com energia solar: 16.6Kw