Publicado em Deixe um comentário

Correios e Corona: dicas, pedidos e prazos

fretes

Olá amizade! Primeiramente, esperamos que você esteja em casa e que esteja bem. As trabalhadoras e trabalhadores dos Correios não pararam suas atividades (ainda) e a categoria está fazendo o máximo para manter as entregas. Foi criada uma página no site dos Correios com informações sobre o Corona Vírus (Covid-19) e sobre os serviços de correspondência e encomendas.

Conforme os boletins aos clientes sobre o Covid-19, trabalhadores no chamado grupo de risco (incluindo gestantes, lactantes e aquelas pessoas com filhos em idade escolar) estão trabalhando de casa. As estações de trabalho, agências, centros de triagem e de distribuição estão operando com equipes reduzidas e os turnos de limpeza foram intensificados. Serviços de entregas expressas foram suspensos (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje e Telegramas) e um tempo adicional de 3 dias úteis para os serviços de PAC e SEDEX e de 5 dias para correspondências foi adicionado. Além disso, algumas precauções aos Carteiros foram reforçadas, como evitar contato físico na hora da entrega: com o celular, o profissional faz o registro da entrega sem a necessidade de assinar o recebimento de objetos, entre outras medidas preventivas dos Correios.

Remessas de correios

Seja como for, a Monstro dos Mares segue imprimindo e enviando materiais pelos Correios. Agendamos as coletas para terças e sextas-feiras. Portanto, na terça serão enviados os pedidos de livros e zines realizados entre sexta e segunda, e na sexta serão enviados os pedidos entre terça e quinta-feira. Assim, nosso amigo carteiro (abraço, Heveraldo!) não precisa vir coletar pacotes todos os dias e ficar ainda mais exposto. Agradecemos a gentileza de nossas amizades dos Correios em ofertar a coleta sem custos, valeu mesmo! Os valores dos fretes permanecem sem alterações.

Nossas dicas para o isolamento social

  • Fique em casa

    Se possível, fique em casa. Principalmente se você compartilhar a moradia com grupos de risco;

  • Ajude seu vizinho

    Muitos apertos surgirão para quem tem dificuldades motoras, pessoas com necessidades ou capacidades limitadas, situação de pobreza e vulnerabilidade social. Se puder, fortaleça com alimentos, fraldas, material de limpeza, itens de higiene pessoal, etc. Você sabe o que fazer: somar na solidariedade;

  • Evite inundações

    O excesso de notícias pode aumentar a ansiedade. Não há problema em parar de seguir alguém por um tempo, sair ou silenciar aquele grupo onde a galera só fala bobagem. Dê um tempo pra você;

  • Evite álcool e drogas

    Além de baixar suas defesas imunológicas, a brisa pode consumir recursos importantes para momentos difíceis. Seria bem ruim você sair de casa expondo seus co-habitantes apenas para fazer um corre;

  • Sua criatividade é bem-vinda

    Escreva um zine, afine seu violão, agilize aquela revisão bibliográfica da sua pesquisa, faça traduções para a Agência de Notícias Anarquistas, insira textos na Biblioteca Anarquista Lusófona, selecione o artigo que você escreveu e envie para Monstro dos Mares;

  • E aquela amizade com quem você não fala faz um tempão?

    Envie um e-mail carinhoso, mande um Scrap, combine uma ligação pelo app. Esse período em casa pode ser precioso para fortalecer vínculos;

  • Faça pão

    Você não precisa se preparar para uma guerra, mas será que você precisa fazer compras todos os dias? Aproveite o tempo em casa e faça pão, bolos e biscoitos. Hoje eu sou o padeiro, amanhã é você. Crianças são super bem-vindas nessa tarefa;

  • Cuide da segurança digital

    Nunca temos tempo para fazer um backup. Aproveite para verificar as rotinas de segurança dos dispositivos, introduza a Segurança de Pés Descalços nas referências de proteção da sua máquina, espertofone e do seu coletivo;

Agradecemos o apoio, mensagens carinhosas, palavras de incentivo e contribuições que estamos recebendo.

Publicado em Deixe um comentário

Desativamos PAC e SEDEX? Obrigado Carteiro! 💌

A precarização dos Correios é um projeto neoliberal para entregar a empresa ao grande mercado de capitais. Enquanto o AliExpress e o Mercado Livre esfregam as mãos aguardando o dia que receberão o serviço de encomendas à preço de banana pelas mãos de salnoraBo e Papo Guedes, trabalhadoras e trabalhadores dos Correios vivem incertezas sobre garantias trabalhistas, sequestro de fundos de pensão, profissionais doentes, instabilidade dos serviços e crescente terceirização de atividades.

Com tudo isso, nós que utilizamos os serviços acompanhamos os aumentos de preços crescentes nos serviços de correspondência e encomendas. Nem todas as pessoas sabem, mas a Universalização dos Serviços de Correspondência é um direito. Mas para que ele serve?

Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão.

Artigo 19º – Declaração Universal dos Direitos Humanos

Comunicar-se é um direito humano, enviar suas opiniões e expressões, receber sem considerações de fronteiras, sacou? Por isso que enviar e receber correspondências é uma garantia. Mas se você tiver que pagar uma fortuna para isso, será que é realmente um direito?

Os Correios possuem tarifas econômicas para envio de Cartas e materiais Impressos. Desde 2015 essas modalidades vem sofrendo profundas modificações. O envio de impressos por exemplo (livros, revistas, material de divulgação, etc..) tiveram seus limites modificados de 21kg. para 2kg. E o preço das tarifas vem se multiplicando a cada ano. Mas ainda assim, podemos enviar cartas e impressos com uma política especial, diferente das encomendas (por enquanto).

A Editora Monstro dos Mares decidiu DESCONTINUAR os envios através de PAC e SEDEX. Entendemos que também é nosso papel lutar e defender a Universalização dos Serviços de Correspondência e combater a precarização das atividades de profissionais Carteiros. São Monas, Minas e Manos que fazem a maior correria todos os dias para que livros, zines e cultura cheguem nas mãos de mais e mais pessoas. Somando em solidariedade com a categoria e seus familiares pela garantia dos direitos desses profissionais, independentemente de posições anteriores de sindicatos e ou indivíduos.

PRIVATIZAÇÃO NÃO!

Todos os envios possuem registro módico, ou seja, uma forma de registro econômico que permite que o envio seja rastreado parcialmente no envio, movimentação de entrega e na eventualidade de um erro de entrega ou retorno.

💌 Dúvidas sobre os valores de fretes? Clique aqui e confira os preços em vigor.

Informações adicionais